O nome de domínio é basicamente um endereço físico de um site. Da mesma forma que uma navegação por satélite precisa de um endereço ou código postal para fornecer orientações, um navegador da web precisa de um nome de domínio para direcioná-lo a um site.

Um nome de domínio assume a forma de dois elementos principais. Por exemplo, o nome de domínio Facebook.com consiste no nome do site (Facebook) e na extensão de nome de domínio (.com.br). Quando uma empresa (ou pessoa) adquire um nome de domínio, eles podem especificar para qual servidor o nome de domínio aponta.

Chamada ICANN

Os registros de nomes de domínio são supervisionados por uma organização sem fins lucrativos chamada ICANN (Corporação da Internet para Nomes e Números Atribuídos), no caso dos registros .com.br, o responsável pela supervisão é o Registro.br.

Esses “fiscais” especificam quais extensões de nome de domínio estão disponíveis e mantém um banco de dados centralizado de onde os nomes de domínio apontam.

Cada site que você visita efetivamente consiste em dois elementos principais: um nome de domínio e um servidor web.

Um servidor da Web é uma máquina física que hospeda os arquivos e os bancos de dados dos quais seu site é feito e os envia para as pessoas na Internet quando elas acessam seu site a partir de seus computadores.

O nome de domínio é o que as pessoas digitam para acessar algum site, após digitar o endereço e aponta o navegador para o servidor que armazena esses recursos. Sem o nome de domínio, as pessoas precisariam lembrar

Como os domínios funcionam

Os nomes de domínio funcionam agindo como um atalho para o servidor que hospeda seu site.

Sem um nome de domínio, qualquer pessoa que quisesse visitar seu site teria que digitar o endereço IP completo. Mas o problema é que um endereço de IP é difícil para as pessoas memorizarem ou incluírem em materiais publicitários.

No nosso caso, Uolhost.com.br é o nome de domínio. Digamos que o endereço de IP seja 100.90.80.70. Ele aponta para um servidor, mas não mostra o site se os visitantes tentarem usá-lo.

Isso porque, para um endereço de IP mostrar um site, o servidor remoto precisa estar usando a porta 80 com uma página padrão (ou seja, index.html) armazenada em seu diretório de aplicativos da Web.

Como você pode ver, mexer nos padrões do servidor e nos endereços de IP pode ser confuso e demorado. 

Os domínios também podem usar redirecionamentos, o que basicamente permite que você especifique que, se as pessoas visitarem seu domínio, elas serão automaticamente encaminhadas para outro.

Isso pode ser útil para campanhas e micro sites ou para encaminhar pessoas para páginas de destino dedicadas em seu site principal. Eles também podem ser úteis para evitar confusão em torno de grafias. Por exemplo, se você visitar www.fb.com, será encaminhado para www.facebook.com.

Como Escolher um Domínio?

Antes de saber como comprar um domínio, é interessante que você faça uma espécie de investigação. Afinal, o nome do seu site é uma das primeiras coisas que seus visitantes vão ver. Abaixo estão 9 dicas matadoras para conhecer e, se puder, praticar antes de comprar qualquer domínio.

Faça sua pesquisa. É importante que você estude o seu nicho de atuação e saiba o que a média dos usuários quer. Ficar atento às principais palavras-chaves e termos de busca mais procurados vai ajudar você a encontrar um domínio que representa bem seu negócio.

Tenha um nome de domínio cativante e fácil de lembrar. Não escolha algo que seja exageradamente longo ou difícil de se pronunciar. Um domínio cativante e curto vai aumentar suas chances dos visitantes se lembrarem do nome do seu site.

Escolha a extensão .com ou .com.br, se possível. Atualmente, as extensões .com e .com.br são as mais populares entre os sites de internet. Por isso, é interessante priorizar estes elementos quando for comprar um domínio na internet, pois os usuários logo os reconhecerão.

Verifique violações de marcas registradas. Para evitar problemas legais, não é uma boa ideia comprar e registrar domínios muito parecidos com domínios já existentes e que são muito populares. Por exemplo: grandes marcas. Você pode usar várias ferramentas online para conseguir informações de registro de marca e evitar essas situações.

Evite números e hifens. Ainda que números e hifens possibilitam uma variedade maior de domínios, às vezes eles podem fazer mais mal do que bem. Por exemplo, as pessoas podem confundir o número 0 (zero) com a letra O. Ou trocar o número 2 pela palavra DOIS. Por conta disso, evitar esses tipos de caracteres pode ser uma boa ideia.

Veja alternativas próximas. Se você já tem um domínio em mente, pense em variações de erros de escrita que podem acabar levando todo tráfego em potencial ao seu site. Um ótimo exemplo de como isso acontece é o amzon.com, que leva o visitante para o site da Amazon. Ou o fb.com, que leva ele diretamente para a o Facebook.

Pesquise nas redes sociais. Assim que já tiver um leque de opções para seu futuro domínio, dê uma pesquisa em redes sociais como Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Mesmo que você não tenha planos de usá-lo logo de cara, é interessante reservar uma página para seu projeto nessas plataformas. Assim, ninguém pega ela primeiro.

Pense na longevidade do domínio. Sites e domínios são investimentos de longo prazo. Assim, pensar em possibilidades de nomes exagerados para seu domínio pode não ser a melhor abordagem a longo prazo. Por isso, não tenha medo de pensar fora da caixa e elabora uma lista generosa com ideais em potencial. Debata suas ideias. Se achar que está passando dificuldades em escolher um nome de domínio, talvez você precise de alguma ajuda. Apresente suas ideias para familiares, amigos e colegas de trabalho. Quem sabe eles tenham aquela dica ou conselho que pode estar faltando no seu projeto.

Quanto Custa um Domínio?

Com custos a partir de R$ 59,90 por ano, o domínio será o menor dos investimentos que você terá na hora de criar um site.

Existe registro domínio grátis? Sim. É possível criar um domínio grátis na hora de comprar uma hospedagem, por exemplo.

Outra alternativa é o site Dot.tk, que oferece domínios grátis com extensões .tk, .ml, .ga, entre outros, porém criar um domínio grátis vinculado à plataforma não é bem vistos pelos usuários. Isto porque o registrador do domínio deixará visualmente exposto que aquele domínio pertence a ele e não ao dono do site.

Além disso, você não terá total autonomia total do seu projeto e da sua marca já que seu domínio será algo parecido com sua marca.wordpress.com.br, entendeu?

O mesmo acontece com o e-mail da sua empresa que não será personalizado. Acreditamos que isso afeta sua credibilidade e profissionalismo no mundo digital.