A pandemia de coronavírus impulsionou as vendas online em 2020. Com medidas de isolamento social e lojas com as portas fechadas, o crescimento no faturamento do comércio online superou 38% no ano, segundo estimativa da Ebit/Nielsen. 

Os números dos 12 meses do ano passado ainda não foram compilados, mas, somente no primeiro semestre, o faturamento de lojas online cresceu 47%, maior alta registrada em 20 anos, segundo a consultoria. A tendência é que o digital cresça cada vez mais. Avançamos o equivalente a 5 anos com a pandemia”, afirma Eder Max, consultor do Sebrae. “O consumidor já se acostumou a comprar de maneira digital. 

Estes passos são estratégicos para o sucesso do empreendimento